Hospital Jayme da Fonte

Central telefônica (81) 3416-0000 / 3125-8810 Marcação de Consultas & Exames (81) 3416-0075
(seg. à sex, das 07h às 19h e sáb. das 08h às 14h)
Chegamos aos
999
transplantes de
fígado
Data publicação: 24/04/17 | Fonte: Cláudio Falcão | CRM 12202

Lombalgia

A lombalgia é definida como a dor em região lombar, na parte mais baixa da coluna, próximo à bacia.
Essa dor pode se estender às nádegas e coxas. Cerca de 1% das pessoas que tem a lombalgia também tem a dor ciática, que é definida como a dor que se irradia para a perna toda, associada a " formigamentos".

A lombalgia é muito prevalente na nossa sociedade. Mais de 90% da população mundial tem episódios de dor lombar ao longo da vida. A lombalgia também é a segunda causa mais frequente de procura aos serviços médicos.

As lombalgias podem ser agudas (quando duram menos que 6 semanas) e crônicas (quando duram mais que 12 semanas).

Os fatores de risco para lombalgia são: sobrecarga na coluna, carregar excesso de peso, etc.

O diagnóstico é feito na consulta médica, com uma boa conversa entre o paciente e o médico associado a um exame físico adequado. Também são realizados exames complementares como RX, Tomografia e Ressonância.

O tratamento da lombalgia é individualizado, ou seja, depende de caso a caso. Há várias opções: medicamentos, reabilitação, os procedimentos percutâneos para controle de dor, até as cirurgias.

Para prevenção da lombalgia é importante a correção postural, realizar atividade física (sem impacto repetitivo e frequente), evitar carregar peso, quando se abaixar no chão lembrar de sempre dobrar os joelhos e não a coluna.